Um mestre chamado Roger

Roger Corman participou de uma Master Class apresentada pelo diretor de cinema Paulo Biscaia Filho, no dia 30 de outubro de 2014.

Na ocasião, o bate-papo revelou algumas curiosidades da experiência em produção e direção de Corman, ao abordar questões como produzir 10 filmes em um único ano (1957). Ou ainda, que o monstro deve sempre ser maior que a mocinha, de forma a funcionar no cinema. Corman ainda explicou como trabalhar com filmes de baixo orçamento, e citou alguns de seus pupilos.

“Ele era  um ótimo professor… Através dele, eu aprendi como fazer um filme. Ele ensinava sobre as realidades do mercado. Tinha que ter uma cena de perseguição aqui; tinha que ter um pouco de nudez ali. Ele não se desculpava por isso. Você tinha que aceitar essas coisas se você quisesse fazer um filme com ele. Eu não tinha problemas em aceitar a fórmula Corman.” – Martin Scorsese sobre Roger Corman para a Time Magazine

Quem é Roger Corman?

Roger Corman é produtor de 408 filmes e diretor de 56 filmes, tem trabalhos também como escritor e ator. Com um currículo impressionável e ainda produzindo, aos 88 anos Roger Corman é um ícone na produção de filmes independentes. Sua influência no cinema Norte Americano é quase incalculável. Em 2009 seu esforço cinematográfico lhe rendeu  Oscar Honorário por ” sua rica criação de filmes e cineastas”.  Ele é também mentor de atores e diretores incluindo Martin Scorcese, Francis Ford Coppola, James Cameron, Jonathan Demme, Monte Hellman, Joe Dante, John Sayles, Peter Bogdanovich, Curtis Hanson, Ron Howard, Robert De Niro, Jack Nicholson, Sandra Bullock.

Roger Corman foi também o responsável pela introdução e distribuição nos Estados Unidos dos filmes de diretores atualmente renomados como: Ingmar Bergman, François Truffaut, Federico Fellini e Akira Kurosawa.

Roger Corman é famoso por reconhecer e descobrir jovens talentos. Ao ser entrevistado para a A.V.Club foi feita a pergunta sobre o que ele procura em um jovem escritor ou diretor. Abaixo segue sua resposta:

“São três coisas. Duas são fáceis. Primeiro, você precisa ser inteligente. Eu nunca conheci um diretor de sucesso que não fosse inteligente…. Depois eu procuro pela habilidade de trabalhar. Isso não se ensina na escola de cinema. Críticos não sabem disso mas é um trabalho pesado e difícil….. Então inteligência, a habilidade de trabalhar pesado e a terceira que é intangível, a criatividade.” – Roger Corman